PEDAGOGIA WALDORF

A pedagogia Waldorf foi introduzida por Rudolf Steiner no ano de 1919 em Stuttgart, Alemanha, baseada na filosofia Antroposófica.  

Atualmente existem mais de 1000 escolas Waldorf e cerca de 2000 Jardins de infância, localizados em mais de 60 países, sendo assim um dos maiores movimentos educacionais independentes do mundo. No Brasil temos atualmente 95 escolas Waldorf.

A pedagogia Waldorf está de acordo com a configuração oficial do ciclo básico de educação em nosso país e segue princípios de inspiração Antroposófica. Sendo assim, o propósito de uma escola Waldorf é formar indivíduos em condições de zelar por sua liberdade,  prontos a responder por suas decisões, de modo a garantir não apenas seu bem-estar pessoal, mas também sua contribuição ao mundo. Entendemos que a aprendizagem que privilegia apenas o intelecto, dificilmente atinge o ser humano por inteiro. As emoções e sensações que acompanham a experiência de aprender dão sustentação ao que é captado intelectualmente.

Rudolf Steiner, pai da Antroposofia.

Nas escolas Waldorf, a expressão artística está presente em todas as áreas de conhecimento. Quando a informação é elaborada no intelecto (PENSAR), passa pelos órgãos dos sentidos (SENTIR) e determina uma vontade (AGIR), assim, pensar, sentir e agir é o caminho da aprendizagem.

Vemos o ser humano integralmente, acompanhando e respeitando as fases de desenvolvimento da criança.

O conteúdo é transmitido conforme essas fases de desenvolvimento e desta maneira, a criança reconhece dentro de si as experiências para as quais está pronta a viver.

Na educação infantil (primeiro setênio), a criança tem possibilidade de desenvolver-se plenamente através do BRINCAR.

Brincando, imita o mundo que a cerca, recriando aquilo que capta com seus sentidos. Exercita a interação social, a imaginação, a criatividade, além de aprender a conhecer-se melhor, desenvolvendo potencialidades corporais, como motricidade e equilíbrio. O espaço é acolhedor, com salas que se assemelham a “casas”. Os brinquedos são simples e elementos da natureza, tais como pedras, sementes e conchas, compõem o ambiente com delicadeza. Brincando, cantando, cozinhando, pintando, fazendo teatro, trabalhos manuais e ouvindo muitas histórias, a criança tem a chance de vivenciar uma infância plena.

No primeiro setênio o MUNDO É BOM

    "Se a criança é capaz de se entregar por inteiro ao mundo ao seu redor em sua brincadeira, então em sua vida adulta será capaz de se dedicar com confiança e força a serviço do mundo." Rudolf Steiner

No segundo setênio o MUNDO É BELO

Ensino fundamental (segundo setênio), a arte é um instrumento essencial para a educação. Todas as atividades na escola têm o elemento artístico como base, e através desse elemento procura-se desenvolver o conhecimento. Os saberes do mundo relacionados com o ser humano estimulam o amor ao próximo e o respeito pela natureza.

O conteúdo de cada ano é desenvolvido a partir das características intrínsecas à idade dos alunos.

O currículo proporciona visão ampla e vivências das matérias, além de possibilitar a aquisição de conhecimentos gerais e preparar o jovem para o exercício da cidadania. Apresentações regulares de Música, Euritmia e Dramatizações fazem parte do currículo. Essas atividades culminam com a encenação de uma peça de teatro no 8º ano para toda a comunidade escolar. Viagens de estudo, a partir do 5º ano, complementam o conteúdo teórico das diversas matérias.

O professor de classe acompanha a mesma turma ao longo dos primeiros anos do Ensino Fundamental, estabelecendo uma ligação profunda e duradoura com seus alunos.

As matérias são lecionadas de forma concentrada, em módulos temáticos, com duração aproximada de quatro semanas. Os alunos vivenciam o mesmo assunto, com interesse e identificação assimilando a harmonia e a riqueza de cada disciplina. Além disso, na maioria das escolas Waldorf são lecionadas duas línguas estrangeiras.

Video sobre a Pedagogia Waldorf:

©2017 Casa Áurea